Faça a DIFERENÇA
deixe seu LEGADO
invista com PROPÓSITO

NTICS Notes > CULTURA ESG: ESTRATÉGIAS E INICIATIVAS VOLTADAS PARA O PILAR AMBIENTAL

CULTURA ESG: ESTRATÉGIAS E INICIATIVAS VOLTADAS PARA O PILAR AMBIENTAL

Entenda como aderir práticas empresariais voltadas ao pilar ambiental (environmental) do ESG.

E.S.G representa as palavras: Ambiental (Environmental), Social e Governança e é um índice composto por critérios que estabelecem uma estrutura para avaliar o impacto das práticas éticas e de sustentabilidade de uma empresa em seu desempenho e operações financeiras. 

Inicialmente, a estrutura ESG era utilizada apenas por investidores de impacto para determinar investimentos adequados. Atualmente, ganha mais reconhecimento entre todos os tipos de investidores, devido à maior atenção dos governos e reguladores a esses fatores e a uma maior conscientização pública da influência ambiental e social das empresas.

Semana passada falamos sobre ESG com foco em Governança, já este artigo foca no pilar Ambiental (Environmental). O pilar ambiental está ligado a influência da empresa no meio ambiente e sua capacidade de mitigar vários riscos que podem prejudicar recursos naturais. Geralmente esse fator avalia a empresa pelo uso de energia, geração de resíduos, nível de poluição produzida, utilização de recursos e tratamento de animais.

 

As políticas ambientais da empresa e a capacidade de reduzir riscos ambientais podem influenciar diretamente em seu desempenho financeiro. Mais governos ao redor do mundo estão introduzindo políticas ambientais estritas e a incapacidade de uma empresa de cumprir com os padrões pode resultar em perdas significativas. Além disso, a política ambiental irresponsável prejudica áreas de suas operações consequentemente limitando a capacidade operacional.


Como medir os impactos ambientais e índices de sustentabilidade ? Índices de sustentabilidade são instrumentos para mensurar a responsabilidade de uma empresa em áreas sociais e ambientais. Quanto mais a empresa considera esses pilares em seu desenvolvimento e operações, maior é a seu índice.

Existem basicamente três índices de sustentabilidade que têm o maior impacto e representatividade em nível internacional. Nos EUA, é o índice social Domini 400; Na Europa, os dois mais populares são os Dow Jones Sustainability Indexes e o FTSE4Good.

 

A empresa também pode estruturar seus índices de sustentabilidade por meio de uma priorização de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e também se filiando ao Pacto Global da Organização das Nações Unidas. A priorização pode ser feita por meio do site Avaliação de Impacto do Pacto Global. Após essa definição, o desafio é entregar esses ODS priorizados em ações e práticas corporativas internamente e para comunidades no entorno.

Confira 03 iniciativas que abraçam os ODS:
01) Invista em projetos de responsabilidade social e ambientais que trabalhem os ODS prioritários da empresa. COMO? Por meio de leis de incentivo ou verba de marketing. Existem diversos projetos que acontecem em escolas, praças públicas, para a comunidade ao entorno da empresa que trabalham e envolvem os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, transformando o aluno em protagonista da transformação e mudança. Quer entender mais sobre esses projetos? Confira o site da NTICS Projetos !

02) Promova ações internas dentro da organização que trabalhem os ODS priorizados e também incentivando os funcionários a levarem esse conhecimento e práticas para fora da empresa também, em suas vidas pessoais.

03) Assuma o compromisso de se tornar uma empresa signatária do Pacto Global da Organização das Nações Unidas. A maior iniciativa de sustentabilidade corporativa do mundo, o Pacto é uma chamada para empresas alinharem suas estratégias e operações a 10 princípios universais nas áreas de Direitos Humanos, Meio Ambiente, Trabalho e Anticorrupção desenvolvendo ações que contribuam para a resolução de problemas e desafios da sociedade. 


Além da priorização dos ODS, outra iniciativa diretamente ligada ao pilar ambiental é neutralizar a “pegada de carbono” da empresa por meio do Carbon Footprint Calculator. O que isso significa? A pegada de carbono é uma medida que calcula a emissão de carbono equivalente emitida na atmosfera por uma empresa, pessoa, atividade ou governo. A compensação ou neutralização é feita a partir da compra de créditos de carbono (o equivalente a emissão calculado no site acima) ou por meio do plantio de um número estimativo de árvores.

Por fim, a última iniciativa para garantir operações mais sustentáveis é por meio da divulgação anual de um “Relatório de Sustentabilidade”. Uma das principais ferramentas de iniciativa voluntária que uma empresa adota para relatar e prestar contas à sociedade e outras partes interessadas sobre sua atuação e de suas práticas sustentáveis. Um importante instrumento de comunicação e gestão.

Confira 03 vantagens de desenvolver o Relatório de Sustentabilidade:
1) Uma estratégia de gestão voltada para o futuro, baseada em informações consistentes sobre os impactos positivos e negativos da sustentabilidade, tanto causados pela empresa como por fatores externos como por exemplo: alterações climáticas ou questões de direitos humanos.

2) Melhoria no seu diálogo com os acionistas, o que auxilia as empresas a identificarem riscos e oportunidades ligados à sustentabilidade.

3) Auxílio na mudança da mentalidade buscando o que faz sentido para os negócios em um mundo dinâmico, onde importa não somente o âmbito financeiro, mas também o econômico, o social e o ambiental.

Conclui-se então que adotar práticas sustentáveis olhando para o pilar ambiental é uma vantagem estratégica para a empresa, tanto com investidores, quanto com consumidores e a comunidade ao entorno. Um caminho a seguir nessa área é se tornar signatário do pacto global buscando um escritório no seu país e cidade assinando as ambições para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Gostaria de entender mais sobre como sua empresa pode adotar práticas sustentáveis melhorando desempenho ambiental? Fale conosco! 

Abrir chat
Precisa de ajuda?