Faça a DIFERENÇA
deixe seu LEGADO
invista com PROPÓSITO

NTICS Notes > Ponto de inflexão no Sistema de Educação

Ponto de inflexão no Sistema de Educação

   Será esse um ponto de inflexão no sistema de educação? Como se adaptar a essa nova realidade e manter girando a engrenagem do conhecimento? Uma metodologia de ensino que era vista com pouca ou nenhuma eficácia passa a ser a saída mais plausível diante do cenário atual.

Em 2014 foi aprovada a lei 12.796/2013 que exige uma frequência presencial mínima de 60% em aulas na educação pré-escolar. Já no ensino superior a frequência exigida sobe para 75%. Com a pandemia global e a suspensão de aulas presenciais por tempo indeterminado, a liberação de conteúdo pedagógico online com presença validada passa a ser a única saída para não atrasar o ano letivo.

   Será esse um ponto de inflexão no sistema de educação? Como se adaptar a essa nova realidade e manter girando a engrenagem do conhecimento? Uma metodologia de ensino que era vista com pouca ou nenhuma eficácia passa a ser a saída mais plausível diante do cenário atual.

   De acordo com dados do Inep são cerca de 48 milhões de alunos na rede básica e outros 6 milhões no ensino superior presencial que terão rotinas alteradas por conta do fechamento de Instituições de ensino público e privado. O Ministério da Educação autorizou o uso de ferramentas a distância. As plataformas devem ser utilizadas em grande maioria pela rede privada de ensino, que já vinha considerando a implementação da tecnologia dentro das salas de aula física.

 

       Desde essa segunda-feira dia 23, a Somos Educação do grupo Cogna (ex-Kroton), coloca 1.3 milhões de crianças do ensino básico em transmissões remotas e redes privadas já estão se preparando para o lançamento desse recurso. No Rio de Janeiro uma parceria com o Google possibilita aulas online para alunos de escolas públicas caso continuem fechadas por três meses.

 

Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças” 

 

   Estamos vivendo um movimento de mudança global que exige adequações. Vale lembrar a famosa frase: Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças”. O momento exigirá mais do que plataformas online, como também um compromisso pessoal de cada aluno com a educação.

   Com acompanhamento e direcionamento dos pais ou supervisores alunos podem consumir e absorver até mais informações aproveitando o tempo de forma produtiva, sustentável e divertida. A NTICS Projetos disponibiliza no site do Programa de Educação Cultural P.E.C materiais complementares e oficinas que estimulam o aluno a se tornar protagonista e agente transformador da sua comunidade. Acessando o site tanto alunos, quanto professores conseguem se informar sobre temas para a construção de um mundo mais sustentável. (https://www.ntics.com.br/eufacoparte/#)



Já acessando o site do Programa de Educação e Diversidade P.E.D  #eufaçoparte (https://www.ntics.com.br/eufacoparteped/) na aba “Aluno” são disponibilizadas também oficinas e materiais complementares, desta vez ensinando sobre os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável). Professores também podem ter acesso a workshops e materiais na aba “Professores”.

   Instituições como a Fundação Getúlio Vargas (FGV), a plataforma de cursos online Udemy, Amazon, Forbes, SENAI, Olhar de Cinema +, entre outras já estão disponibilizando conteúdos, cursos com certificação, vídeos e outros materiais para esse período de quarentena.

Preparamos uma série de dicas de como adequar a rotina e ter acesso à conteúdos e plataformas de ensino:

 

1) Organização.

Mesmo em casa, é fundamental se programar para ter uma rotina organizada e conseguir aproveitar o tempo com a máxima produtividade. Monte um espaço organizado para seu filho para que ele foque sem muitas distrações e se sinta em um ambiente menos “caseiro”. Faça uma lista de tarefas para o dia com uma gestão de quanto tempo ele gastará se dedicando a cada demanda.

 

2) Boas referências.

 

Compartilhe referências de conteúdos, portais, oficinas e leituras. Mostre para ele onde procurar ou logo cedo já deixe aberto no computador plataformas e dinâmicas que ele terá que participar durante o dia. Busque atividades e conteúdos que sejam divertidos e de seu interesse.

 

3) Gestão de tempo.

 

Separe ao menos 1 hora de seu dia para acompanhar a evolução e aprendizado do seu filho. Busque interagir com ele participando das atividades, ajudando na leitura e corrigindo e orientando nos exercícios. Organize seu tempo para que não prejudique seu home office e para conseguir prestar uma assistência se necessário.


      A pandemia gerou um reflexo positivo proporcionando consciência em prol de uma só meta. A preocupação no “SER” passa a ser priorizada sobre a do “TER”, uma vez que todos estão surfando na mesma onda. Causou um ponto de inflexão não só no sistema de educação, mas na sociedade e em todos os segmentos. A mudança começa de dentro para fora e por isso é necessário se adaptar para extrair o melhor da situação. Organização, planejamento, foco, esforço e positividade são palavras chaves que devem ser implementadas não só hoje, mas daqui em diante.

Abrir chat
Precisa de ajuda?